Rastreabilidade, usos e inclusão digital

Em nossas atividades diárias, viagens, nossas transações e nossas relações, bem como em nossas expressões ou nossas produções, deixamos rastros que estão administrados somente por máquinas.
De celular inteligente (smartphone) à cidade inteligente, transporte, casas inteligentes e roupas conectadas, todos os nossos artefatos se tornaram máquinas para registrar e processar informações.
Como entendemos essa rastreabilidade e pensamos o processo de inclusão na era digital?

Conversa radiofônica na rádio cidade (Rio Branco-Acre) sobre esses desafios.

Advertisements

Incapacidade e cidade inclusiva

Imagem2

Como planejar a cidade de uma forma que oferece a todas as pessoas a igualdade no exercício de direitos humanos através do acesso ao espaço, aos serviços, às políticas e à comunidade?

Fb 01
Como o digital pode favorecer a participação social de pessoas com incapacidade na “cidade da informação”?

Palestra apresentada no dia 15 de agosto de 2018 na Uninorte-Acre (Brasil).

Twitter 01

Para consultar o suporte da palestra: http://urlz.fr/7Abh

Cidade inclusiva pelas pessoas com incapacidade?

Palestra incapacidade e cidade inclusiva

Como reduzir o isolamento de pessoas com incapacidade e adaptar/melhorar a qualidade de sua participação social por meio do exercício de seus direitos? Como tornar a cidade um espaço inclusivo?

Palestra “Incapacidade e cidade inclusiva” no dia /15/08/2018, de 19h às 21h, no auditório de Bloco E, na Uninorte-Acre.

 

Comunicação digital na rádio CBN Amazônia-RB

Falando com a Janequeli Silva da CBN Amazônia notícias em Rio Branco-Acre (Brasil) dos cursos da comunicação (interpessoal e digital) e da incapacidade e a cultura digital que vão acontecer em agosto e setembro de 2018 na Uninorte-Acre.

Para mais informações sobre os cursos:

  1. http://www.uninorteac.com.br/novo/cursos/index.php?tp=extensao&id=5743
  2. http://www.uninorteac.com.br/novo/cursos/index.php?tp=extensao&id=5744

 

Cultura digital e incapacidade no diálogo com jornal A Gazeta

Diálogo com Jocely Abreu do Jornal A Gazeta-Acre (Brasil) sobre a interação social, a cultura digital e o acompanhamento de pessoas com incapacidade.

Os temas serão abordados nos cursos de extensão (De interação face-a-face à rastreabilidade digital; Incapacidade, participação social e cultura digital) na Uninorte-Acre em agosto e setembro de 2018.

Comunicação digital e incapacidade nos cursos de extensão na Uninorte-Acre

This slideshow requires JavaScript.

Hadi Saba Ayon (Ph.D. em Ciências da Informação e da Comunicação) realizará dois cursos na Uninorte-Acre em agosto e setembro de 2018 (a carga horária de cada um é de 40 horas).

  1. O primeiro curso “Da interação face-a-face à rastreabilidade digital” levantará a questão da comunicação e da identidade no ambiente digital e os desafios que o digital traz para a organização e a transmissão de conhecimento.

Acontece de 20 à 31 de agosto de 2018;

das 18:30 às 22:00.
Inscrição: http://www.uninorteac.com.br/novo/cursos/index.php?tp=extensao&id=5743

2. O segundo curso “Incapacidade, participação social e cultura digital” falará do processo de produção da incapacidade e de como a cultura digital pode favorecer a participação social de pessoas com incapacidade.

Acontece de 03 à 18 de setembro;

das 18:30 às 22:00.
Inscrição: http://www.uninorteac.com.br/novo/cursos/index.php?tp=extensao&id=5744

Digital, incapacidade e inclusão na Rádio Cidade

Discussão com Rose Freitas na Rádio Cidade em Rio Branco-Acre (Brasil) sobre os desafios da rastreabilidade digital e as novas formas de participar no ambiente digital.

Os temas serão abordados nos cursos de extensão (De interação face-a-face à rastreabilidade digital; Incapacidade, participação social e cultura digital) na Uninorte-Acre em agosto e setembro de 2018.

A gravação de áudio será colocada no blog em breve.